Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Diretor da Abert fala sobre o projeto que flexibiliza o horário da Voz do Brasil

    Segundo Luis Roberto Antonik, flexibilização deve aumentar audiência do programa
    27.10.2014 16h38m
    Recomendar

    O diretor-geral da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Luis Roberto Antonik, concedeu entrevista ao Tudo Rádio para falar sobre a flexibilização do programa A Voz do Brasil. Ele esclareceu várias dúvidas sobre o tema, que está em compasso de expectativa sobre quem será o próximo governante.

    Antonik disse que a adesão das rádios à Medida Provisória que autorizou a flexibilização da transmissão da Voz do Brasil durante a Copa do Mundo foi considerada baixa. “Consideramos a adesão baixa, apenas 33% das emissoras aderiram. Acontece que o rádio, prejudicado durante 79 anos pela rigidez da Voz do Brasil, estruturou um modelo de negócios que praticamente desconsidera o período noturno. A audiência que ao meio-dia chega a ser o dobro da televisão (200%), à noite cai drasticamente para apenas 15% da audiência da TV”, explicou o diretor.

    Além disso, Antonik também falou sobre a atuação dos deputados federais no interesse da votação. “Os deputados federais enxergam a Voz do Brasil como um arauto para a divulgação de seus feitos. Eles também acham que os ouvintes da Voz do Brasil são pessoas simples, agricultores e populações do campo. Ledo engano. O programa é escutado esmagadoramente nos grandes centros”, explicou.

    Ele disse ainda que não há nenhum projeto que vise a extinção da Voz do Brasil tramitando no Congresso Nacional. “Não há um só registro na história da Abert, em seus 52 anos, pela extinção da Voz do Brasil. O radiodifusor deseja que o programa seja adaptado aos novos tempos e flexibilizado em apenas três horas. Os tempos mudaram, especialmente, os hábitos da população. Hoje somos mais de 10 mil emissoras de rádio, 11 mil geradoras e retransmissoras de televisão, a frota brasileira de veículos chegou em 2013 a 45 milhões e a escola noturna tem 80% dos nossos estudantes”, ressaltou.

    Acompanhe a entrevista completa com o Luis Roberto Antonik clicando aqui.

    Fonte: Tudo Rádio
     



  • Cobertura na Globo News tem invasão de link e xingamentos a Bonner


    27.10.2014 16h25m
    Recomendar
    Cobertura na Globo News tem invasão de link e xingamentos a Bonner
    Foto: Reprodução
    Xingamento a Willian Bonner na Globo News

    A cobertura das Eleições 2014, promovida pelo canal de notícias Globo News, foi marcada por invasão de link e xingamentos ao âncora William Bonner neste domingo (26).


    Na primeira ocasião, um rapaz invadiu o link do canal, em São Paulo, e fez vários sinais com as mãos por trás da repórter. O cinegrafista tentou se esquivar com a câmera, mas em vão. Percebendo o ocorrido, o âncora Dony de Núcio pediu que a imagem retornasse para o estúdio.


    Já em outra entrada ao vivo, com a participação do repórter Gabriel Prado diretamente da Avenida Paulista, também em São Paulo, xingamentos como "ei, Bonner, vai tomar **" também foram ouvidos por telespectadores que acompanhavam a cobertura pelo canal de notícias da Globo.


    William Bonner estava comandando a cobertura na Globo, pela TV aberta.


    Assista o vídeo a seguir.

    Fonte: UOL



  • Nova campanha do Grupo Bandeirantes destaca dobradinha Nativa FM/Band FM em São Paulo

    Emissoras populares dominaram topo do ranking do Ibope nos últimos meses
    24.10.2014 00h13m
    Recomendar
    Nova campanha do Grupo Bandeirantes destaca dobradinha Nativa FM/Band FM em São Paulo
    Foto: Reprodução

    O Grupo Bandeirantes de Comunicação lançou na semana passada mais uma campanha publicitária para destacar a dobradinha de suas emissoras populares no topo do ranking de audiência na capital paulista. A Nativa FM 95.3 e a Band FM 96.1 dominaram as primeiras colocações da lista nos últimos meses, que tem em outubro a liderança da Transcontinental FM 104.7 de Mogi das Cruzes nos filtros comercial e geral.

    A campanha publicitária conta com filme produzido pela Cia. de Cinema e teve direção de Martin Toro. Trata-se do primeiro trabalho do diretor na "nova Cia de Cinema", após a entrada de Carlos Righi como sócio de Rodolfo Vanni e Maria João Calheiros. Martin Toro é um dos novos talentos e uma grande aposta da Cia. de Cinema. "Martin é um diretor promissor e um talento excepcional", enfatiza Carlos Righi.

    Além do filme, de aproximadamente 40 segundos, a campanha também conta com spots, que estão sendo veiculados nas rádios do grupo. Além da Band FM e Nativa FM, a peça também pode ser ouvida na BandNews FM 96.9, Rádio Bandeirantes AM 840 FM 90.9, Bradesco Esportes FM 94.1 e na SulAmérica Trânsito FM 92.1. Vale ressaltar que, nos encerramentos dos flashes de trânsito nas rádios jornalísticas, o locutor convida os ouvintes a também ouvir as demais rádios do grupo, citando uma das rádios.

    Em junho deste ano o Grupo Bandeirantes também lançou uma campanha com o intuito de enaltecer a liderança de suas duas rádios populares. A campanha que foi divulgada na época simulava um questionário com a seguinte pergunta: “Quais são as rádios líderes em São Paulo?” As opções: “Nativa FM”, “Band FM”, “Grupo Bandeirantes” e “Todas as alternativas anteriores” (essa última marcada com um “x”, simulando a resposta de quem participou do questionário).

    Vale ressaltar que, de acordo com os números divulgados pelo Instituto Ibope neste mês, a Transcontinental FM retomou a primeira colocação no período 05h-00h (todos os dias e locais) após observar as evoluções das concorrentes Band FM e Nativa nos últimos meses. A Transcontinental também aparece na liderança no período comercial (07h-19h, segunda à sexta-feira), porém a diferença entre as três primeiras colocadas é mínima. As três emissoras auxiliaram diretamente na oscilação negativa vista na média do meio FM no período 05h-00h (todos os dias e locais), tendo as suas posições definidas por quem oscilou menos (diferente do que era observado nas pesquisas que antecederam o período eleitoral no rádio).

    Veja o filme produzido pela Cia de Cinema para o Grupo Bandeirantes:

    Fonte: Tudo Radio



  • Record atinge a liderança com diversas atrações na Bahia e em Brasília


    24.10.2014 00h05m
    Recomendar
     Record atinge a liderança com diversas atrações na Bahia e em Brasília
    Foto: Reprodução / Record

    Conquistar a liderança com jornalísticos em São Paulo não é uma novidade para a Record, posição que tem sido obtida com frequência por demais praças, como Brasília e Bahia, que se destacam também com informativos.

    Na última segunda-feira (20), o “Bahia no Ar” ficou na primeira colocação por 18 minutos com 8,1 pontos. Na sequência, o “Fala Brasil” liderou por 25 minutos e empatou tecnicamente com a Globo, marcando 6 pontos. Mais tarde, o “Se Liga Bocão” foi líder por ainda mais tempo: 35 minutos, registrando 8,5 pontos.

    Em Brasília, também na segunda, quem liderou foi o “Fala Brasil”. O jornalístico ocupou a posição com 7 pontos de média e pico de 8, além de contar com a sintonia de 26% dos televisores ligados durante sua exibição.

    Com informações do Tudo Radio



  • Rádio Globo vai substituir a Beat98 FM no dial FM do Rio de Janeiro

    Mudanças ocorrem a partir do dia 18 de novembro
    24.10.2014 00h00m
    Recomendar
    Rádio Globo vai substituir a Beat98 FM no dial FM do Rio de Janeiro
    Foto: Ilustração

    O Sistema Globo de Rádio (SGR) confirmou em um comunicado as mudanças em seu portfólio de produtos. A partir de 18 de novembro, a Rádio Globo FM 89.5 do Rio de Janeiro passa a ser transmitida em nova frequência FM 98.1, ocupando o lugar da Beat98. Às vésperas de completar 70 anos (comemorados em 2 de dezembro de 2014), a Globo assume o dial até aqui ocupado pela Beat98, que, por sua vez, passa a fazer parte do RADIOBEAT, novo ambiente digital de conteúdos musicais que entra no ar hoje, 17 de outubro. Atualmente, a Beat 98 ocupa a terceira posição no ranking de audiência no Rio de Janeiro. A emissora surgiu no dial carioca em 2008, após reformulação da então 98 FM, o que ajudou na disputa da emissora pelas primeiras posições do ranking.

    A novidade é que o RADIOBEAT vai contar com outras nove rádios, oferecendo ainda playlists, interatividade e um conjunto de funcionalidades próprias do universo online. “A criação do RADIOBEAT está em linha com a evolução do perfil da audiência do meio rádio. O consumo de música, principalmente nos segmentos mais jovens da população, uma geração 100% conectada, cresce exponencialmente nos meios digitais e tende a migrar integralmente para a internet”, diz Bruno Thys, diretor geral do Sistema Globo de Rádio. “Já as rádios com conteúdo ao vivo, voltadas para serviço, esporte, informação e entretenimento, como é o caso da Rádio Globo e da CBN, têm futuro assegurado no dial", acrescenta. Para marcar a chegada à frequência 98,1, a Rádio Globo ganhará um conjunto de novidades que inclui logomarca, vinhetas e atrações em sua programação.

    Segundo o comunicado do Sistema Globo de Rádio, a Beat98 permanece no dial até 17 de novembro. A partir do dia seguinte, o sinal da Rádio Globo AM 1220 poderá ser sintonizado pela frequência de 98.1 FM. A mudança no dial é mais uma etapa do processo de renovação da Rádio Globo, iniciado em 2013 com a regionalização da programação. Hoje, o conteúdo em suas três praças (Rio, São Paulo e Belo Horizonte) é gerado de forma local. A grade da Rádio Globo Rio vem mudando desde janeiro de 2014. Houve um reforço no teor informativo, com foco na prestação de serviços ao ouvinte. Também foram lançados novos programas de esportes, incluindo contratações dos comentaristas Zico e Juninho Pernambucano.

    O acesso, gratuito e via streaming, pode ser feito pela web (www.radiobeat.com.br) e, em novembro, por aplicativos para celular. Toda a programação tem seleção e curadoria de profissionais especializados – os mesmos que estão há anos à frente de toda a programação musical do Sistema Globo de Rádio.

    Do portfólio do SGR fazem parte ainda a Rede CBN, liderada pela CBN AM 860 FM 92.5 do Rio de Janeiro e CBN AM 780 FM 90.5 de São Paulo, primeira rede all news nacional e maior referência em jornalismo do rádio brasileiro, que acaba de completar 23 anos, a BH FM 102.1 de Belo Horizonte e o Sound!, que produz e distribui canais de áudio e música para TVs por assinatura – entre elas a Net, Sky, ClaroTV e OiTV. O Sistema Globo de Rádio conta com 9 emissoras e 59 afiliadas em diferentes pontos do território nacional, alcançando mensalmente cerca de 8 milhões de ouvintes.

    Em breve, o Tudo Rádio vai informar o destino do canal 89.5 FM, que atualmente está abrigando a Rádio Globo. A frequência já teve as redes Nova Brasil FM e a gospel Nossa Rádio FM, além da própria Rádio Globo, que ocupa a frequência desde maio de 2010. Outra ação adotada pelo SGR foi promover a CBN ao dial FM, ocupando o lugar da Globo FM (emissora voltada ao segmento adulto). A medida se deu depois da chegada da BandNews FM 94.9 ao Rio de Janeiro.


    Fonte: Tudo Radio Com informações da assessoria de comunicação do SGR 



  • Unirb acusa Sinterp por não reconhecimento de curso; sindicato rebate


    23.10.2014 23h55m
    Recomendar
    Unirb acusa Sinterp por não reconhecimento de curso; sindicato rebate
    Foto: Reprodução

    Após denúncia ao site Bocão News, dos ex-alunos da Faculdade Regional da Bahia (UNIRB) concluintes do curso de Radialismo junto ao Bocão News, referente a negativa da Superintendência Regional de Trabalho Emprego e Renda (SRTE) para emitir o Registro Profissional, a instituição de ensino também procurou a reportagem do Bocão News para esclarecer o assunto.

    De acordo com a UNIRB, o Registro Profissional dos alunos junto à SRTE é de responsabilidade do Sindicato dos trabalhadores em Rádio, Tv e Publicidade do Estado da Bahia (Sinterp). A instituição enviou para reportagem do Bocão News o termo de convênio entre os órgãos, em que aponta na cláusula segunda tal responsabilidade do sindicato.



    Além disso, nas disposições gerais do convênio, nos itens 6.4 e 6.5 reforçam que o Sinterp acordou antecipadamente em assumir totalmente os deveres alegados pelos alunos concluintes.

    A reportagem do Bocão News entrou em contato com o Sinterp, que através do coordenador Everaldo Monteiro, rebateu a acusação e isnenta sindicato sobre a denúncia.

    "E como se trata de uma matéria de acusações, ao menos caberia a identificação das pessoas envolvidas, porque cita na matéria que há um jogo de empurra sem qualquer satisfação, o que não é verdade! Sempre estivemos presentes e não nos dispusemos a atender todos sem nenhum tipo de restrição as respostas cabíveis dentro do que compete a entidade. Inclusive já ocorreram diversas reuniões com vários grupos de alunos do curso dentro do próprio Sindicato, isto com a expectativa de resolver o problema. E como explicita no primeiro parágrafo da matéria, NENHUM SINDICATO tem ou deve ter a responsabilidade pela formação e capacidade profissional de quem deseja ingressar em qualquer profissão regulamentada por LEIS, e a dos Radialistas é uma Lei Federal devendo ao cumprimento das normas regulamentares por escolas reconhecidas e autorizadas pelo MEC a tais competências na formação da mão de obra emitindo ao termino dos cursos os certificados para "CURSOS LIVRES, EXTENSÃO E ETC. " e "DIPLOMAS" para Formação Profissional.Então, quem tem a incumbência pela emissão dos Registros Profissionais é tão somente o MTE/SRTE. O SINTERP/BA ,mesmo não tendo nenhum tipo de beneficio seja ele de qualquer natureza, vem tentando resolver o impasse entre a Instituição de ensino com os alunos que se matricularam ,pagaram,estudaram investiram tempo e dinheiro com o sonho de obterem seus registros frente ao MTE ate descobrirem que fora nagado.A responsabilidade do Sindicato esteve na divulgação de curso de formação de nível Técnico que estaria formando ,capacitando e regularizando trabalhadores irregulares e aos que começavam na profissão".
     

    Fonte: Bocão News



  • UNIRB e Sinterp vendem curso sem reconhecimento profissional


    23.10.2014 23h52m
    Recomendar
    UNIRB e Sinterp vendem curso sem reconhecimento profissional
    Foto: Reprodução

    Formar radialistas devidamente reconhecidos como profissionais pela Superintendência Regional de Trabalho Emprego e Renda (SRTE) em 13 meses. Essa foi a promessa feita pela UNIRB – Faculdade Regional da Bahia – para dezenas de alunos de Salvador e cidades do interior do Estado em 2012.

    Hoje, depois de 28 meses, o sonho de se tornar radialista se transformou em um grande e doloroso pesadelo. Isso porque, segundo os denunciantes, a SRTE não reconhece o curso como válido para emissão do registro profissional de radialismo na Bahia. Com isso, o caso ficou marcado pelo jogo de empurra entre a instituição de ensino e o Sinterp - Sindicato dos trabalhadores em Rádio, Tv e Publicidade do Estado da Bahia.

    De acordo com informações da comissão formada por alunos que procuraram o Bocão News, o acordo feito entre UNIRB, Sinterp e eles não foi cumprido. Segundo os denunciantes, a UNIRB informa que já fez a sua parte e agora a questão tem que ser resolvida com o Sinterp. Já o sindicato, que indicou o curso como válido, agora "disse que não podia fazer nada", como mostra a postagem de um dos alunos no Facebook. Com isso, o caso que envolve cerca de 70 alunos, vem se arrastando sem previsão de término. 

    E as reclamações não param. O aluno ainda informou que por conta da não resolução do problema relatado, os atuais alunos já estão sendo prejudicados. "O curso da radialismo da UNIRB está parado e alunos da terceira turma estão pagando e sem aula", concluiu.
     

    Eles também se queixam das trocas de coordenadores, cinco ao longo do curso. "Ao concluir todas as matérias, todas as atividades complementares e apresentação do seminário final, ficamos esperando meses para emissão do tão sonhado certificado, mas quando chegou veio com o nome de curso de extensão, coisa não reconhecida pela SRTE", desabafa um integrante.

    Ainda de acordo com o grupo, poucos integrantes tem o contrato firmado com a faculdade assinado. Segundo os denunciantes, várias pessoas não receberam o documento. Pelos cálculos dos alunos, cada um integrante desembolsou R$ 3.250,00 e seguem sem previsão de quando estarão aptos para exercer a função.

    A reportagem do Bocão News entrou em contato com a UNIRB, que informou o mesmo passado para os alunos. De acordo com a assessoria de imprensa, a instituição se responsabiliza pela formação do estudante, sendo de responsabilidade do Sinterp a validação do curso junto à SRTE. Já o sindicato foi procurado, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.


    Fonte: Bocão News
     



  • Apresentador se irrita ao ler e-mail de telespectador e detona notebook


    11.10.2014 18h47m
    Recomendar
    Apresentador se irrita ao ler e-mail de telespectador e detona notebook
    Foto: Reprodução / ArmandoGomes/YouTube

    Armando Gomes, apresentador do programa "Esporte por Esporte", exibido pela Santa Cecília TV na região da Baixada Santista, se irritou na noite desta sexta-feira (10) ao ler o e-mail de um telespectador e, nervoso, detonou o notebook ao vivo.

    O telespectador, que foi identificado como Samir Jorge, chamou Armando Gomes de "despeitado" e "puxa-saco" e defendeu a atuação de Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor, ex-presidente do Santos.

    Armando Gomes reagiu chamando o internauta de "bicha velha", "bichona terrível", e logo depois tirou o notebook das mãos de sua assistente e jogou o aparelho no chão.

    Com 50 anos de profissão, Gomes é considerado um dos mais tradicionais jornalistas esportivos da Baixada Santista. A Sala de Imprensa da Vila Belmiro, por exemplo, foi batizada com o seu nome.
     

     

    Fonte:UOL



  • Afastada na véspera da eleição, apresentadora se demite da Globo

    A jornalista Mariana Godoy durante apresentação de seu último Jornal das Dez, no dia 2
    11.10.2014 18h40m
    Recomendar
    Afastada na véspera da eleição, apresentadora se demite da Globo
    Foto: Reprodução / Globo News

    A jornalista Mariana Godoy se despediu na tarde desta sexta (10) de seus colegas de Globo, emissora na qual trabalhava desde 1992. Ela pediu demissão após 23 anos. Na sexta-feira passada (3), faltando dois dias para as eleições, ela foi afastada da apresentação do Jornal das Dez, principal telejornal da GloboNews.


    Nos bastidores, circularam versões de que Mariana teria fechado contrato com a Record e que ela teria pedido demissão porque se sentia desprestigiada ao ter que dividir o telejornal e a cobertura das eleições com Renata LoPrete. A jornalista nega que já tenha acertado com outra emissora.


    O site Notícias da TV, que antecipou a história com exclusividade, apurou que Mariana pediu rescisão de seu contrato com a Globo. O compromisso iria até fevereiro. O principal motivo seria pessoal, para voltar a morar em São Paulo, com o marido e o filho. Mas ela recebeu propostas da Record. A Record, oficialmente, nega.


    Mariana mandou um e-mail para os jornalistas da emissora pouco depois das 17h. Na mensagem, disse que voltará a morar em São Paulo, onde estão os "planos futuros". Nos últimos três anos, ela viveu no Rio de Janeiro e manteve um casamento à distância. Antes de ir para a GloboNews, ela era apresentadora do SP TV Primeira Edição, ao lado de Chico Pinheiro. Também foi titular do Bom Dia São Paulo.


    Diretor-geral de Esportes e Jornalismo da Globo, Ali Kamel respondeu ao e-mail da de Mariana elogiando a "profissional completa". Mariana se reuniu com Kamel na sexta-feira passada e não voltou mais a trabalhar. O afastamento da jornalista gerou especulações e estranhamento, ainda mais às vésperas das eleições. Segundo a Globo, ela tinha pedido licença de dez para cuidar de problemas pessoais. Nesta sexta (10), ela comunicou a decisão de deixar a emissora.


    Leia e-email de Mariana:


    "Queridos amigios, não, eu não iria embora sem deixar um beijo meu para cada um de vocês. Aos parceiros do estúdio e do switcher, aos queridos maquiadores e camareiras, aos colegas da Redação, um enorme e carinhoso abraço!


    Amei o Rio, mas encontrei meu limite de tempo para um casamento à distância. Três anos. Inesquecível experiência na Cidade Maravilhosa. Volto como turista, meus planos futuros estão em São Paulo. A todos um enorme OBRIGADA POR TUDO! E meu carinho sempre.
    Mariana Godoy


    PS: Eu sei que são 23 anos, mas eu não deixei o Ali fazer aquele texto looooooongo de despedida, que parece um obituário! Hehehehe."


    Ali Kamel, em seguida, respondeu ao e-mail:


    "Mariana! Pensou que ia escapar de mim? Em respeito ao seu pedido, vou fazer um texto bem curtinho. Em primeiro lugar, entendo a sua decisão, embora fique triste com ela. Mas entendo que há momentos em que mudanças são necessárias, e eu respeito isso. Você é uma profissional completa, e fará falta. Desejo toda sorte nessa sua volta a São Paulo. Toda a sorte do mundo para você, mesmo. Beijo grande."


    Leia a nota oficial da Globo:


    "Depois de três anos se dividindo na ponte área entre Rio e São Paulo, Mariana Godoy, que tinha o contrato válido até novembro deste ano, pediu para se desligar da emissora para voltar a morar na capital paulista. Durante esses anos, ela se dedicou com brilhantismo à apresentação do ‘Jornal das 10’ na GloboNews.
    Na semana passada, Mariana pediu uma licença de 10 dias para tomar a decisão, que foi comunicada hoje à direção e à equipe do canal. A decisão, motivada por questões pessoais, foi respeitada pela direção, que lamenta muito a saída da jornalista e deseja toda a sorte para Mariana em seus novos caminhos."
     

    Fonte: Noticias da TV



  • Monikinha é demitida da Nativa FM: ‘Estava numa frequência perereca’


    11.10.2014 18h30m
    Recomendar
     Monikinha é demitida da Nativa FM: ‘Estava numa frequência perereca’
    Foto: Reprodução

    A locutora Monika Venerabile, a Monikinha, foi demitida recentemente da rádio Nativa FM. Considerada uma das estrelas da emissora, ela conversou na tarde de ontem com a coluna: “Tomei um pé na bunda mesmo, mas eu não estava feliz. Eu não estava satisfeita com o nosso lugar no dial, o 103,7 FM, que é uma freqüência perereca”, disse.

    O termo “perereca”, usado por Monikinha, quer dizer uma freqüência ruim, de baixo alcance, que em dias de chuva forte, por exemplo, acaba saindo do ar. “Quando eu fui para a Nativa, há 9 anos, eu estava na 96,5 FM, mas eles quiseram colocar a Tupi no lugar e nos transferiram para lá. Eu não estava bombando como na época da 98FM, quando eu levava os ouvintes para conhecer o Projac. E, olha, Leo, eu sou cara, não sou barata, não. Eu ganhava mais do que o meu chefe. E hoje está ele lá sentado lá naquela cadeira dele e eu aqui, feliz. Mas quero voltar a trabalhar”, disse a simpática locutora que admitiu estar “namorando” novamente a Beat 98. A coluna deseja boa sorte à talentosa Monikinha.

    Fonte: Blog do Léo Dias
     



  • Definições dos canais em FM beneficiam afiliadas de redes como CBN, Jovem Pan e Rádio Bandeirantes

    Levantamento realizado pelo site Tudo Rádio aponta que afiliadas de redes nacionais que estão na faixa AM já possuem seus canais em FM definidos
    11.10.2014 18h27m
    Recomendar
    Definições dos canais em FM beneficiam afiliadas de redes como CBN, Jovem Pan e Rádio Bandeirantes
    Foto: Ilustração

    A migração das rádios AMs para a faixa FM é um tema constante no setor radiofônico desde 2013 e agora o processo passa a ter um “desenho” mais definido dos cenários que existirão na faixa FM de várias cidades brasileiras. O Ministério das Comunicações tem realizado uma consulta pública e está definindo as rádios AMs que serão alocadas na faixa FM, com os novos canais sendo conhecidos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O Tudo Rádio realizou um levantamento dos canais em FM que deverão abrigar as AMs que migraram, situação que deverá beneficiar várias estações, com destaque para afiliadas de redes nacionais como CBN, Jovem Pan AM, Rádio Bandeirantes, Rádio Globo, Canção Nova, entre outras.

    Uma das redes mais beneficiadas será a CBN, segundo um levantamento preliminar que mostra quais canais em FM que serão ocupados por emissoras AMs que solicitaram a migração nas regiões Norte e Centro-Oeste. Por exemplo: as afiliadas da rede “all-new” do Sistema Globo de Rádio localizadas em Cuiabá, Rio Branco e Itacoatiara (Amazonas) já possuem os seus canais definidos, segundo a Anatel. A tendência é de que esse processo também atinja outras afiliadas importantes da CBN, como a CBN AM 900 de Belém (fato que promoveria o retorno da CBN ao dial FM da capital do Pará, já que a rede contou no passado com uma outra afiliada que operava em FM – ambas da Rede Liberal).

    Em Cuiabá a CBN deverá ir de 590 AM para 98.3 FM, promovendo assim a estreia da rede jornalística no dial FM da capital do Mato Grosso. Essa mesma rede sairá dos 740 AM de Rio Branco (Acre) para operar em 107.1 FM e também dos 720 AM para a frequência 91.1 FM em Itacoatiara (Amazonas). Vale lembrar que a CBN possui a maioria das suas emissoras atuais operando em FM e a migração das AMs deverá acelerar esse processo de ida da rede para o FM em outras praças. Claro que essa situação também depende da manutenção da afiliação da CBN nessas praças relatadas acima.

    O mesmo vale para outras afiliadas de rede nessas regiões. A Jovem Pan AM conta com afiliações nas praças de Boa Vista (Rádio Folha AM 1020, que irá para 100.3 FM), Ji-Paraná (em Rondônia, através da Alvorada AM 900 que irá para 90.7 FM) e Chapada dos Guimarães (Rádio Natureza AM 760 que irá para 94.9 FM). Assim como a CBN, a Jovem Pan AM também depende da manutenção dessas afiliadas para garantir sua presença em FM. No caso dessa rede paulista, a marca criou o projeto Jovem Pan News em 2013, visando a migração das AMs para a faixa FM, além de outras parcerias em FMs já estabelecidas.

    A Rádio Bandeirantes também possui afiliadas em AM que estão com suas presenças no FM garantidas. Em Várzea Grande (Grande Cuiabá) a Rádio Industrial AM 1070 vai para 90.1 FM, enquanto a Rádio Cairi AM 1430 vai para 101.9 FM ou 103.1 FM em Porto Velho (Rondônia). Em Manaus a afiliada da Rádio Bandeirantes que opera em 1290 AM (Rádio Mar) poderá ir para os canais 93.7 FM, 95.7 FM ou 103.5 FM (canais a definir). A Rádio Globo também tem a sua afiliada de Macapá (Amapá) com a migração definida para o FM, podendo ocupar os canais 97.7 FM, 107.3 FM ou 107.9 FM – a definir). A Canção Nova AM 690 de Palmas (Tocantins) vai para 91.1 FM.

    Esse levantamento preliminar do Tudo Rádio contemplou as principais praças dos estados de Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Tocantins. Em breve a redação publicará detalhes de outros estados, praças e rádios. Os canais indicados estão passíveis de mudanças, tendo o estudo já finalizado nos estados do Rio Grande do Norte, Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Tocantins. Estão em estudo a situação nos estados de Alagoas, Piauí e Maranhão.

    A migração para a faixa FM atende a uma demanda antiga dos radiodifusores e foi autorizada no fim do ano passado pelo decreto 8.139. O principal objetivo é revitalizar as rádios AM e recuperar sua audiência, já que elas sofrem mais com a interferência no sinal. Além disso, não podem ser sintonizadas por dispositivos móveis, como celulares e tablets.

    A migração

    A migração das rádios que operam na faixa AM para o espectro das FMs visa fortalecer as emissoras de rádio que hoje são prejudicadas pelo abandono do dial AM. Esse abandono é motivado pela presença de interferências na faixa AM que acabam inviabilizando a sintonia dessas estações por parte dos ouvintes. Quanto maior o centro, mais difícil é a captação. No FM essas emissoras terão uma sintonia mais fácil e uma qualidade de áudio superior. O decreto que autoriza a migração foi assinado pela presidente da República Dilma Rousseff em 7 de novembro de 2013.

    As emissoras que operam na faixa AM e que pediram a migração para o dial FM em regiões do país com o dial menos congestionado poderão ter a sua migração efetivada de forma mais rápida. Nesse caso não haverá a necessidade de transmissão simultânea entre as faixas AM e FM durante um determinado período de tempo. Já em regiões “mais congestionadas”, devido o grande número de FMs no dial (tendo São Paulo como principal exemplo), as AMs irão para a chamada “faixa estendida”, compreendida entre 76 MHz e 88 MHZ. Desde agosto deste ano a Jovem Pan AM 620 de São Paulo realiza testes na faixa estendida, operando em 84.7 FM (saiba mais).

    Fonte: Tudo Radio Colaborações de Luiz Fernando e Carlos Massaro
     



  • 1
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia