PMFS Natal 2
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • ABERT divulga relatório sobre violência contra liberdade de imprensa em 2015

    Entidade classificou 2015 como “um ano cruel para o jornalismo brasileiro”
    28.02.2016 00h20m
    Recomendar
    ABERT divulga relatório sobre violência contra liberdade de imprensa em 2015
    Foto: Reprodução

    A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) divulgou nesta segunda-feira (22) o Relatório ABERT sobre Liberdade de Imprensa – 2015. A publicação aponta que no último ano foram confirmadas oito mortes de jornalistas relacionadas com suas atividades profissionais. Além disso, foram registradas 64 agressões. Três profissionais da comunicação foram assassinados em apenas 11 dias e, com isso, organizações internacionais de monitoramento da atividade jornalística batizaram a sequência de mortes como o novembro negro no país.

    Segundo a ABERT, os números de 2015 são ainda mais assustadores: no total, foram 8 mortes e 64 agressões. Somados os casos de ameaças, intimidações, vandalismo e ataques, foram 116 registros de violações à liberdade de expressão. “Foi um ano cruel para o jornalismo brasileiro. Está ocorrendo uma inversão de valores, onde o profissional da imprensa devidamente identificado tem se tornado alvo das agressões, seja pelos próprios manifestantes ou, ainda mais grave, pelos policiais que têm a obrigação constitucional de garantir a segurança desses profissionais”, declarou Daniel Slaviero, em entrevista coletiva à imprensa.

    A frequência e o aumento da violência contra jornalistas preocupam a ABERT, que considera inaceitável que profissionais sejam impedidos de atuar na cobertura de fatos de interesse da sociedade. De acordo com Slaviero, 2016 preocupa ainda mais por ser ano de eleições municipais. “Todos os casos (de morte) que ocorreram em 2015 estavam relacionados à investigação em casos de corrupção, seja envolvendo agentes públicos ou empresários. Então, como estamos em um ano de eleições municipais e os veículos de comunicação fazem um papel investigativo muito forte, é uma preocupação para a ABERT e para as outras entidades que acompanham o trabalho jornalístico que esses números não sejam agravados. E para que isso não ocorra, precisa haver uma ampla investigação, apuração e punição rigorosa nesses casos para que outras pessoas que queiram ter esse tipo de atitude contra profissionais da imprensa sejam inibidas".

    A edição deste ano do Relatório ABERT está diferente das anteriores em relação ao período de apuração. Antes, os dados eram computados no período de outubro a outubro e apresentados durante a Conferência da Associação Internacional de Radiodifusão (AIR). A atual versão compila os casos que aconteceram durante todo o ano, de janeiro a dezembro.

    A maioria das mortes aconteceu no Nordeste, com seis casos. As outras duas foram registradas no Sudeste e no Centro­Oeste. Em todos os casos, foram jornalistas homens que investigavam irregularidades de políticos, segundo Slaviero. "É necessário que haja investigação e punição exemplar nesses casos", diz.

    Apesar do crescimento no número de mortes, o Brasil ganhou doze posições no ranking da ONG internacional Repórteres Sem Fronteiras. O país passou da posição 111 para a 99, em uma lista de 180 nações. "É no mínimo embaraçoso estar comparado com países em estado de guerra", afirma Slaviero.


    Fonte: Tudo Radio.com



  • Esporte Interativo aumenta proposta e iguala luvas oferecidas pela Globo

    Canal da Turner quer os direitos do Brasileirão na TV paga
    28.02.2016 00h13m
    Recomendar
    Esporte Interativo aumenta proposta e iguala luvas oferecidas pela Globo

    Ainda guerreando com a Globosat pelos direitos de transmissão do Brasileirão, o Esporte Interativo está realmente entrando forte na briga.

    Segundo o jornalista Eduardo Ohata, o canal esportivo da Turner acaba de igualar o valor de luvas que a Globo está oferecendo aos clubes para adquirir os direitos de TV fechada, que é de 60 milhões de reais, entre 2019 e 2024.

    Uma fonte ligada a um grande clube do eixo Rio-São Paulo confirmou que a proposta de aumento do valor do bônus para sua agremiação realmente aconteceu.

    O cartola comemorou o fato de que a disputa entre os canais esteja se convertendo em benefícios financeiros, apesar de não saber informar se o valor das luvas do Santos, único time que já admitiu ter fechado com o Esporte Interativo, também será alterado para cima.

    Também para este mesmo executivo, a briga será ganha por quem souber manter o sangue frio nesse momento. Vale sempre ressaltar que o Esporte Interativo está propondo um valor dez vezes maior do que a Globo na TV paga: R$ 550 milhões.

    Atualmente, apenas o Santos fechou com o EI, mas Internacional, Bahia, Atlético Paranaense, Coritiba, Grêmio, Flamengo e Vasco estão em negociações avançadas.

    São Paulo, Corinthians, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro, Atlético-MG e Fluminense já fecharam acordo com a Globosat.

    Com informações do Na Telinha
     



  • Jovem Pan obtém larga vantagem na liderança do segmento em São Paulo


    28.02.2016 00h07m
    Recomendar
     Jovem Pan obtém larga vantagem na liderança do segmento em São Paulo

    A atual medição da audiência radiofônica na Grande São Paulo atualizada pelo Kantar Ibope Media proporcionou vários destaques ao meio, como o acirramento de disputas por segmento, além da briga pelo topo do ranking geral protagonizada pelas rádios populares do Grupo Bandeirantes (Band FM 96.1 e Nativa FM 95.3). Porém outro cenário tem chamado a atenção do meio paulistano, resultado evidenciado nas “faixas nobres” no segmento jornalístico em FM e AM. Em 2015 duas emissoras dividiram a liderança na faixa matutina do jornalismo da Grande São Paulo, porém 2016 começa com a Jovem Pan FM 100.9 AM 620 levando larga vantagem na disputa. Acompanhe os cenários (nov/15 a jan/16):

    Após uma série de reformulações de seu projeto jornalístico (inclusive com a criação de uma nova rede nacional – a Jovem Pan News), a Jovem Pan pulou para a liderança neste segmento nas faixas horárias consideradas “nobres”, situação sustentada pela emissora em vários resultados atualizados ao longo de 2015. Neste início de 2016 a diferença está no volume da audiência: os resultados obtidos pela 100.9 FM e 620 AM no período da manhã foram ampliados de forma significativa, com os programas “Jornal da Manhã” e “Jovem Pan Morning Show” na liderança do segmento em seus horários. O Jornal da Manhã alcançou uma média de 155 mil ouvintes por minuto entre 07h30 e 09h30, cerca de 35 mil a mais que a segunda colocada (que também conta com transmissões simultâneas em AM e FM).

    Outro fenômeno favorável para Jovem Pan ocorre na faixa das 18h00, período que não costuma registrar números expressivos para o segmento jornalístico (pelo menos na comparação com os índices obtidos no período da manhã). Hoje a atração “Os Pingos nos Is” registra uma média superior a 112 mil ouvintes por minuto, entre 18h00 e 19h00. Para efeitos de comparação, esta mesma atração oscilava entre 80 a 100 mil no segundo semestre de 2015. E no confronto com concorrentes do segmento jornalísticos nesta faixa horária, a vantagem da 100.9 FM + 620 AM é cerca de 57 mil ouvintes por minuto (marca ligeiramente superior à média da segunda colocada).

    Esses números tem influenciado diretamente no desempenho da 100.9 FM. Hoje a rádio conta com jornalismo das 06h00 às 11h30 e também nas faixas das 18h00 às 19h00 e 20h00 às 21h00, além das transmissões de futebol na noite de quarta-feira, aos sábados e também aos domingos. No futebol a Jovem Pan também aparece com vantagem para as ditas concorrentes diretas, frequentemente com marcas acima dos 100 mil ouvintes por minuto nas jornadas esportivas, além da liderança geral esportiva na faixa nobre do domingo (16h00).

    AM e FM?: A soma das audiências AM e FM no segmento é comum pelo mercado, considerando que as principais rádios do segmento jornalístico contam com transmissões simultâneas nas duas faixas. Em São Paulo isso acontece com rádios como a já citada Jovem Pan, além de CBN FM 90.5 AM 780 e Rádio Bandeirantes FM 90.9 AM 840. Antes a BandNews FM 96.9 era a única concorrente “só FM”, porém no ano passado a Rádio Estadão FM 92.9 também engrossou essa lista entre as jornalísticas.

    No Rio e em Porto Alegre também ocorre a soma das faixas para destacar o desempenho de atrações importantes das rádios que possuem transmissões simultâneas.

    Fonte: Tudoradio.com
     



  • Globosat Play cresce 50% em um ano

    Usuários tiveram a mais de 10 mil horas de conteúdo em 2015
    28.02.2016 00h01m
    Recomendar
    Globosat Play cresce 50% em um ano

    O Globosat Play, serviço de televisão por demanda da Globosat, cresceu 50% em usuários cadastrados na comparação com janeiro de 2015.

    Com isso, agora a plataforma totaliza 3,5 milhões em sua base de usuários. No mesmo período, também houve um aumento de 117% em visualizações na programação ao vivo e 60% em VOD (isto é, sob demanda, ver onde, como e quando quiser).

    No ano passado, os assinantes tiveram acesso a mais de 10 mil horas de conteúdos, entre filmes, séries e programas de TV.


    Dentre os canais mais vistos em janeiro deste ano, estão o Megapix, GNT, Multishow e o infantil Gloob, que tem crescido na audiência nos últimos meses.

    Os destaques ficam por conta do filme "Alemão" (Megapix), o primeiro episódio da última temporada da série "Downton Abbey" (GNT), o "Vai Que Cola" (Multishow) e dois desenhos do Gloob: "Super-Heróis) e "Alvinnn!!! E os Esquilos".

    Eles figuram entre os mais vistos pelos assinantes.

    Com informações do Na Telinha
     



  • 1
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia